header('X-Frame-Options: SAMEORIGIN');

(11) 4475 8472

Horário Comercial

Gestão de pessoas por competência: o que é e como aplicar?

O mundo do trabalho mudou drasticamente nas últimas décadas. Os setores de RH tiveram que acompanhar estas transformações, que frequentemente vieram a reboque das novas tecnologias. Para que fosse possível tratar o capital humano da empresa de forma estratégica surgiu a gestão de pessoas por competência.

A prática ajuda na descoberta e retenção de talentos, além de servir para engajar as equipes nas atividades realizadas. Ao trabalharmos cada profissional de acordo com suas características particulares fica mais fácil manejá-los conforme as necessidades da empresa. Cabe ressaltar que a competência neste contexto trata de um conjunto que vai além das aptidões técnicas.

Nele estão inclusos os conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA) de um colaborador. É nesta combinação que se encontram os elementos que a organização necessita para alcançar os seus objetivos. Um território onde encontramos desde as competências mais gerais até as específicas. Mas, afinal, o que é a gestão baseada na competência?

 

O que é a gestão de pessoas por competência?

Podemos definir o conceito como uma atividade sistemática que visa gerenciar as diferentes competências dos profissionais de uma organização. Isto é feito de modo que estas características possam ser utilizadas para favorecer os objetivos estratégicos da empresa. Não devemos, contudo, entender tais questões a partir da ótica tradicional de gestão.

Ou seja, a simples capacidade de obedecer a ordens não entra na equação, pois quando tratamos de contribuições estratégicas é necessário o investimento de ideias criativas por parte dos colaboradores. Apenas desta forma as atividades do negócio poderão se tornar verdadeiramente inovadoras.

Isto significa dizer também que, ao gerenciar as pessoas a partir de suas competências, devemos elaborar métodos de participação ativa. Métodos estes que serão amparados a todo o momento pela ênfase em pontos de acerto e detalhes a aprimorar. Feito o esclarecimento conceitual, podemos tratar de como esta gestão é aplicada na prática.

 

Como aplicá-la na minha empresa?

O processo começa pela definição de competências fundamentais para os objetivos organizacionais. A partir de então é realizada uma seleção de talentos baseada neste filtro. As etapas seguintes incluem o desenvolvimento de práticas que estimulam o desenvolvimento de competências.

Em termos de acompanhamento, é realizada a avaliação destas características no ambiente organizacional. A última ação é criar sistemas de recompensa para estimular os colaboradores que oferecem as melhores contribuições à empresa. A gestão de pessoas por competência deve incluir também a segmentação das características de importância.

Isto significa que há as habilidades exigidas em toda a organização e aquelas fundamentais apenas em alguns cargos. A distinção considera o que é necessário para o sucesso da empresa de modo geral e para a realização de objetivos específicos. Este detalhe estará integrado a uma das etapas iniciais do processo a saber: as políticas de aprendizado que alimentam e desenvolvem as competências dos liderados.

 

Saiba os benefícios presentes e futuros de adotar esta forma de gestão de pessoas

Os benefícios das práticas descritas estão na forma como elas sedimentam uma participação mais criativa e inovadora dos colaboradores. A eficiência operacional é outro fator positivo que colabora para que a empresa se torne sustentável em longo prazo.

Especialmente quando nutrimos talentos que podem representar o futuro da gestão do negócio. Em resumo, as engrenagens do seu empreendimento funcionarão melhor e perspectivas de continuidade das atividades estarão sempre disponíveis. Quer entender ainda melhor este assunto? Basta entrar em contato conosco e enviar as suas dúvidas sobre a gestão de pessoas por competência.

Arrow-up